Conheça os principais tratamentos e como você pode prevenir a enxaqueca.

Muitas pessoas acreditam que a enxaqueca, por não possuir uma cura, é uma condição com a qual elas devem conviver durante toda sua vida. Isso não é verdade, pois existem diversos tratamentos e formas de prevenir e abrandar as crises. Hoje em dia existem vários tratamentos disponíveis e as pessoas costumam se beneficiar deles conseguindo obter uma melhor qualidade de vida.

A enxaqueca crônica, aquela onde o paciente tem crises mais do que 15 dias por mês, pode ser tratada com medicamentos preventivos, como analgésicos e anti-inflamatórios. A indicação deve ser feita por um neurologista e o tratamento deve ser seguido à risca. Nunca tome remédios indicados por outras pessoas, mesmo que ela sofra do mesmo mal. O tratamento deve ser sempre personalizado e varia muito dependendo do histórico de cada pessoa.

Outro tratamento que costuma apresentar melhora nos pacientes é a aplicação de toxina botulínica em áreas especificas da cabeça, face e pescoço. Esse tratamento pode substituir ou diminuir a ingestão de medicamentos via oral. A ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, aprovou o tratamento com a toxina botulínica em meados de 2011, baseada em pesquisas realizadas nos Estados Unidos e Europa.

De forma simples, acredita-se que a Toxina Botulínica inibe a inflamação de vasos sanguíneos da cabeça, inibindo a sensação de dor. Outra vantagem é que a aplicação possui menos efeitos colaterais que outros medicamentos, além de durar mais tempo.

O neurologista é o profissional que pode diagnosticar as causas de sua dor de cabeça e o único habilitado a indicar algum dos tratamentos disponíveis.